• Ter. Abr 13th, 2021

A tentação do golpe, por quem deveria zelar pela democracia

Bydestacarme@gmail.com

Dez 4, 2020

Está em curso neste momento no país um golpe contra a Constitução. O Supremo Tribunal Federal vota neste instante a possibilidade da reeleição para a presidência da Câmara e o Senado, decisão que beneficia diretamente o deputado Rodrigo Maia e o senador Davi Alcolumbre, ambos do DEM, mas contraria a Carta Magna do Brasil. A Constituição proíbe, de forma absoluta, clara e cristalina a recondução dos ocupantes dos cargos na mesma legislatura, mas nem a pedra dura da lei arrefeceu as ambições dos parlamentares.

Movidos pelo desejo da manutenção de poder eles abrem um precedente perigoso e desnecessário, com a possível anuência do Supremo. Que não venham reclamar depois. As duas instituções que, por várias vezes, se arvoaram de paladinos da democracia e, ora se dizeram ameaçadas por brisas autoritárias, aparentemente se aliaram no golpe. Congresso e STF continuam intactos, livres e soltos, a ponto, de juntos, regerem essa ameaça a Constituição. Quem mais deveria zelar pela democracia, cedeu a tentação fácil do poder e quer perpetuar uma vergonha institucional.

Maia e Alcolumbre, desejo de manutenção do poder ameaça a Constituição

Maia e Alcolumbre, desejo de manutenção do poder ameaça a Constituição
Luis Macedo/Câmara dos Deputados – 12.11.2019

Os principais líderes do Congresso – que  já foi fechado pelo AI 5 em 1968 pelo governo militar e teve vários políticos cassados, perseguidos e exilados – parecem  querer embaçar a história de resistência da Casa e seu respeito a Constituição. É triste ver dois parlamentares, com a possível cumplicidade do STF, tratar tão mal da democracia que ostentaram defender. Que sobre razão e lucidez, a ministros do STF e aos comandantes do Congresso.   

CURSO HOTMART
ENVIAR